Simpósio Danfoss

  • Entrevista com Henry Didjurgeit, diretor da TEKSEA

    - Quais são as principais tendências tecnológicas no segmento no Brasil?

    Diversas tendências tecnológicas no mundo já estão sendo aplicadas na área de Marine & Offshore no Brasil, na qual todas as tecnologias se concentram em duas importantes áreas: aquela que irá transformar e inovar o projeto e a construção dos navios (novos materiais) e outra que afetará a segurança com o desempenho comercial e operacional destas embarcações.

    As principais tendências tecnológicas neste seguimento de desempenho são a construção de navios com menor índice de poluentes, até devido a regulamentações e exigências internacionais, aplicando sistemas de propulsão não convencionais como diesel elétrico, propulsão híbrida e sistemas a gás. Outra tendência é a automação embarcada com aplicação de sensores para fornecer dados em tempo real sobre o consumo, rotas de navegação, falhas, etc., o que permitirá aos armadores melhorar os ciclos de manutenção, desenvolver melhores rotas e reduzir o custo da operação.

    - Quais são os principais desafios que o segmento enfrenta no país?

    Falta de comprometimento do governo e autoridades brasileiras com relação a programas de incentivo a eficiência energética, controle e redução das emissões de poluentes que contribuem para efeito estufa e mudanças climáticas. Há também um grande desafio neste seguimento quanto ao custo de construção, sendo o Brasil um país dos mais caros do mundo para se construir uma embarcação.

    - O Brasil está equiparado tecnologicamente com outros países?

    De certa maneira sim, desde 2009 houve um crescimento significativo na construção de embarcações de apoio offshore, o que forçou estaleiros do Brasil a buscarem melhores tecnologias devido as exigências de seus clientes. Houve uma grande evolução tecnológica nas embarcações, levando o Brasil a estar na frente na América do Sul com relação aos demais países.

Socialize Participe

Quer socializar conosco?

Venha nos conhecer e conversar conosco