Nossos projetos de economia de energia

  • A Danfoss iniciou diversos projetos para ajudar na redução do nosso consumo de energia e no combate às mudanças climáticas.
    Em 2013, a Danfoss executou sete projetos de mapeamento energético e quatro de avaliação energética completos nas maiores fábricas da Danfoss Climate & Energy. O primeiro programa de economia energética significativo foi totalmente implementado em 2013 na fábrica da Danfoss em Monterrey, no México.

    O mapeamento energético é parte do programa de economia energética global, que tem como objetivo a redução da conta de energia elétrica das nossas 15 maiores fábricas até 2015. Os sete projetos de mapeamento energético executados em nossas fábricas na França, EUA, Polônia, China e Eslovênia mostram que um total de 77 projetos de economia energética locais podem ser implementados com uma economia esperada de:

    • Energia elétrica: 11%
    • Aquecimento: 20% 
    • Emissões de CO2: 6.776 toneladas

     

    Matriz alimentada por painéis solares
    Com o objetivo de reduzir o uso de combustíveis fósseis, a Danfoss instalou um importante símbolo verde no fim de 2013. Em um grande campo próximo à sua sede em Nordborg a Danfoss instalou uma estação de energia solar com tamanho suficiente para gerar energia para atender ao consumo anual de 400 casas de família.
    A estação possui capacidade total de 2,1 MW e a produção anual esperada é de cerca de 2 milhões de kWh.
    Com tamanho equivalente a cinco ou seis campos de futebol, trata-se de umas das maiores estações de energia solar na região nórdica, formada por 9.300 painéis solares conectados a 130 inversores solares.
    Os inversores garantem a conversão da corrente dos painéis solares para uma corrente alternada que pode ser enviada à rede elétrica.
    O novo Campus da Danfoss em Chennai, na Índia, também terá uma estação de energia solar de 1MW.

    Renovação energética na matriz
    Ao longo dos últimos 20 anos, a matriz da Danfoss em Nordborg, na Dinamarca, conseguiu reduzir seu consumo de energia para aquecimento pela metade por meio de diversos projetos. Desde a década de 1980, por exemplo, a Danfoss vem reformando seus sistemas de energia para que o ar expelido em seus processos de fabricação possa ser reutilizado para esquentar os galpões da área de produção. Antes disso, o calor era enviado diretamente para o ambiente através do sistema de exaustão. Com o novo sistema, o calor agora é direcionado para um sistema de recuperação e reciclado, gerando uma economia de até 30% - e, às vezes, até mais. Em uma de nossas fábricas em Nordborg, 9.400m² foram reformados. Sistemas de ventilação de 50 anos atrás foram substituídos por sistemas de recuperação de calor ultramodernos, o que levou a uma redução no consumo de energia de mais de 50%.

    Otimização no transporte de cargas.
    Os produtos Danfoss são transportados de nossas fábricas para nossos clientes por terra, água e ar. Todos esses meios de transporte geram emissões de CO2 que contribuem para o aquecimento global. A redução das emissões de CO2 para o transporte de produtos finalizados é parte da estratégia climática da Danfoss e o Grupo também trabalha com o objetivo de reduzir as emissões em 25% até o ano de 2025.

    Nos últimos anos, a Danfoss tem como objetivo otimizar o transporte por meio da consolidação de sua cadeia logística, reduzindo o número de transportadores e melhorando o nível de carga dos veículos. Ao longo dos próximos anos a Danfoss irá se concentrar no cálculo e na redução contínua das emissões de CO2 do transporte de cargas por meio da implantação de uma ferramenta especial que usa a modelagem para calcular o impacto da transição para meios de transporte mais sustentáveis.
    A Danfoss espera reduzir ainda mais suas emissões nos próximos anos. A transição do transporte aéreo para rodoviário, por exemplo, reduziria as emissões de CO2 em até 90%.

     

Socialize Participe

Quer socializar conosco?

Venha nos conhecer e conversar conosco