Usina Nova Gália alcança 90% de desempenho nas moendas de cana de açúcar

— terça-feira, 11 de outubro de 2016 Por DANFOSS

Localizada em Paraúna (GO), a Usina Nova Gália é composta atualmente por seis ternos de moendas com capacidade para processar dois milhões de toneladas de cana por safra. Um dos principais desafios na moagem de cana de açúcar é garantir a disponibilidade e desempenho das moendas utilizadas para processar o produto. As moendas são o coração da usina: se a moagem para, todo o processo fica atrasado, implicando em maiores gastos com manutenção. Pensando nisto, a usina goiana Nova Gália escolheu os produtos da Danfoss para aumentar a disponibilidade e a confiabilidade da solução, além de reduzir o custo de manutenção, contando com um pós-venda personalizado de acordo com suas necessidades. Os acionadores de moendas de motor único não alcançavam o desempenho desejado e ficavam parados para manutenção além do tempo ideal.

A Danfoss propôs a aplicação do conversor de frequência VLT® AutomationDrive, instalado nos ternos de moenda. Essa solução gera menor nível de Harmônicas (THD) na rede elétrica. O conversor de frequência da Danfoss é instalado em um painel elétrico testado e certificado, o que 11aumenta a confiabilidade e resistência ao ambiente extremamente agressivo em que fica alocado. O projeto inclui filtros de entrada e saída que protegem tanto o conversor de frequência quanto o motor acionado por ele.

Iniciado em 2011, o projeto foi implantado durante a entressafra de 2013 e alcançou eficiência de uso de mais de 90% nas safras dos dois anos seguintes. “Uma usina é um ambiente extremamente agressivo para equipamentos eletrônicos. A robustez do nosso produto foi fundamental para que os resultados chegassem a um desempenho superior a 90%. Além de trazer eficiência energética, o equipamento pode ficar a até 300 metros do motor acionado, o que proporciona muito mais segurança”, destaca Sandro Paulauskas, gerente comercial da Danfoss. A Danfoss também adaptou os drives para a operação do cliente. Foi executada programação personalizada por meio de um software para aplicação na moenda. Ao todo, foram instalados cinco conversores de frequência de 1250 cavalos de força em 690 volts na usina.

Com a instalação dos conversores de frequência da Danfoss, as moendas da Usina Nova Gália trabalham a safra inteira sem paradas para manutenção corretiva. O custo de manutenção corretiva em três safras foi mínimo. “A Nova Gália ficou satisfeita com a qualidade dos drives e atendimento. Tanto que optamos por fechar pacotes não apenas para a moenda, mas também para as caldeiras, casa de força e torres de resfriamento”, destaca Wendel Bueno, encarregado da elétrica da usina goiana. Bueno completa que a usina teve grandes ganhos em termos de funcionamento, qualidade, facilidade de manuseio das IHMs e redução do tempo de manutenção.

 

Socialize Participe

Quer socializar conosco?

Venha nos conhecer e conversar conosco